Aprendendo a esquiar em Valle Nevado

Standard

valle nevado, aprender a esquiar, esui e neve, chile, estações de esqui, dicas de valle nevado

Se você nasceu nos trópicos e esse será o seu primeiro contato com a neve, provavelmente não há melhor lugar na América do Sul para aprender a esquiar ou andar de snowboard do que Valle Nevado. A presença maciça dos brasileiros, muitos deles na mesma situação que você, faz com que o português seja bastante familiar para os cerca de 80 instrutores da escola de esqui de Valle Nevado, reconhecidamente uma das melhores da América do Sul.

As pistas da maior estação chilena podem desapontar aos esquiadores mais experientes, mas oferecem inclinações graduais e pistas longas na medida certa para que os iniciantes possam ir ganhando confiança ao longo da semana. O resort está relativamente isolado a três mil metros de altura no meio da Cordilheira do Andes e não existe muita coisa no hotel para distrair a atenção dos mais preguiçosos, então o jeito é se dedicar bastante nas aulas, sejam elas particulares ou coletivas. O terreno entre as pistas do setor médio da montanha, com bacias e montes de neve fresca é ideal para a prática do snowboard. Até Isabel Clark, nossa única atleta olímpica nessa categoria, já passou algumas temporadas trabalhando como instrutora da estação.

aulas de esqui em Valle nevado, esquiar no Chile, aprender a esquiar, dicas de valle nevado, esqui e neve

Muitos dos instrutores de esqui e snowboard em Valle Nevado falam português.

O ideal é contratar as aulas coletivas de três horas de duração junto com o pacote semanal de cada hotel, assim garante-se um desconto de cerca de dez por cento e uma evolução mais rápida no esporte durante a estadia. No primeiro nível é ensinada a técnica de fazer curvas e reduzir a velocidade com os esquis em cunha, no formato de uma fatia de pizza. A pista verde Cuando, localizada logo abaixo do hotel e larga e plana como uma avenida congelada, é ótima para se experimentar a sensação de deslizar pela neve sem maiores preocupações. Depois de algumas tentativas, qualquer um consegue descê-la até o final e pegar o teleférico El Prado, que agora conta com um prático sistema de tapetes rolantes para ajudar no embarque e diminuir as filas.

A promoção para o nível seguinte acontece quando o aluno aprende a fazer curvas com os esquis paralelos, mantendo os joelhos flexionados e o tronco sempre voltado para a base da ladeira. Ninguém disse que seria fácil, mas a imersão na piscina aquecida do hotel, depois desse esforço todo, ajuda a amenizar possíveis dores musculares e relaxa o corpo para a enfrentar a jornada seguinte na maior disposição. O grande objetivo para os iniciantes em Valle Nevado é desafiar os quase 2 km de extensão do poma (meio de elevação que arrasta os esquiadores morro acima) chamado Tres Puntas, uma viagem empinada ao ponto mais alto entre todas as demais estações sul americanas: nada menos que 3.700 metros de altura!

A volta pela pista azul (a sinalização de cor para esquiadores intermediários) Vals não é nada difícil e traz como bônus as melhores vistas panorâmicas de Valle Nevado. Mas para tirar onda mesmo, desça pela pista “faixa preta” Shake, reta e inclinada, e saia inteiro para contar a história depois. Mas não diga para os amigos que as pistas vermelhas e pretas de Valle Nevado poderiam ser classificadas como de nível intermediário em outras estações mais cascudas…

Valle Nevado acaba de anunciar uma promoção especial para quem planeja acompanhar a Copa América de 2015 no Chile, com 35% de desconto válido para os três hotéis do complexo, valendo inclusive para aulas coletivas e aluguel de equipamentos, no período entre 26 de junho e 3 de julho de 2015. A promoção é válida para permanência mínima de três noites nos hotéis Valle Nevado, Puerta del Sol e Tres Puntas, exceto em apartamentos individuais e suítes: http://www.vallenevado.com/pt/early-booking-2015/

Saiba todas as novidades sobre as estações de esqui no Blog do Esqui

Para curtir e compartilhar:

Que tal esquiar na Austrália esse ano?

Standard

perisher ski resort austrália epic pass vail resorts

Mais um bom motivo para visitar a terra dos cangurus. Vail Resorts anunciou a aquisição da sua primeira estação de esqui fora dos EUA, o Perisher Ski Resort na Austrália, por US$ 136 milhões. Perisher é a maior e mais visitada estação de esqui na Austrália e recebe esquiadores e snowboarders das maiores cidades do país, incluindo Sydney, Melbourne, Adelaide, Canberra e Brisbane. Perisher é também a maior estação de esqui do Hemisfério Sul.

Com a aquisição da estação australiana, Vail Resorts passa a ser a única empresa a operar estações de esqui de nível internacional em dois continentes. Perisher também será adicionado ao Epic Pass da empresa para a temporada de esqui de 2015-2016, juntando-se às 13 estações de esqui com acesso ilimitado para os portadores do passe, como Vail, Beaver Creek, Park City e Breckenridge nos EUA.

A estação de esqui está localizada no parque nacional Kosciuszko na província australiana de New South Wales, com nada menos do que 3.000 hectares de terreno esquiável, 47 teleféricos, 7 picos, 5 terrain parks, mais de 100 pistas preparadas para a prática de esportes de inverno, esqui noturno e mais de 100 quilômetros de trilhas de esqui cross-country. Não existe nada igual ao sul da linha do equador…

A aquisição inclui as áreas da montanha conhecidas como Perisher Valley, Smiggin Holes, Blue Cow e Guthega, juntamente com a sua escola de esqui, alojamentos, serviços de alimentação e bebidas, lojas, aluguel de equipamentos de esqui e snowboard e serviços de transporte da estação.

“A aquisição do nosso primeiro resort internacional é um marco significativo para a nossa empresa. Estamos entusiasmados em receber os visitantes e funcionários de Perisher, a maior e mais emblemática estação de esqui da Austrália e aprofundar os laços com um dos nossos mais importantes mercados internacionais”, disse Rob Katz, presidente e diretor executivo de Vail Resorts. “Essa aquisição faz parte da estratégia continuada de impulsionar as vendas do nosso passe de temporada e conquistar a lealdade de clientes do mundo inteiro. A Austrália é um dos mercados internacionais mais importantes para as estações de esqui em todo o Hemisfério Norte, gerando mais de 1 milhão de visitas por ano a estações de esqui na América do Norte, Japão e Europa.”

Será que já existe alguma estação da Argentina ou Chile na mira da gigante dos resorts de esqui?

Para curtir e compartilhar: